Skip to main content

Blog

Novidades e dicas sobre o segmento gráfico para a transformação digital de sua empresa

Alcance processos mais ágeis com automação, inteligência artificial e sistemas integrados, otimizando a competitividade e a eficiência.

Como deixar seus processos mais ágeis utilizando tecnologia e inovação

Em um setor onde a velocidade e eficiência são diretamente proporcionais ao sucesso no mercado, a adoção de avanços tecnológicos e inovação é um diferencial.

A evolução contínua em automação, inteligência artificial e sistemas de gestão integrados não é apenas uma tendência, mas uma necessidade para manter a competitividade e a eficiência, tornando-se um pilar importante para alcançar processos mais ágeis.

Neste artigo, vamos explorar como essas tecnologias estão transformando o setor de embalagens, trazendo mais qualidade, performance e rentabilidade, dentro de um ambiente competitivo e rigoroso.

Implementando processos mais ágeis

No setor de convertedores de embalagens, a busca por processos mais ágeis transcende o desejo de mera eficiência, tornando-se uma necessidade imperativa para a sobrevivência e prosperidade no mercado.

Profissionais como desenvolvedores de embalagens, gerentes de P&D e gestores de marcas, estão continuamente à procura de métodos para aperfeiçoar as operações, agilizar o tempo de entrada no mercado e elevar a qualidade dos produtos finais.

Neste contexto, a automação e a integração de tecnologias avançadas atuam como catalisadores desta transformação.

Automação como fator de transformação

A automação nas gráficas de embalagens está transformando processos tradicionais em operações modernas, eficientes e precisas. Ao adotar tecnologias automatizadas, as gráficas de embalagens não apenas melhoram a eficiência e a qualidade, mas também se posicionam de forma competitiva em um mercado cada vez mais exigente. A automação, portanto, não é apenas um avanço tecnológico, mas um elemento essencial para o sucesso no setor de embalagens.

O impacto da automação na eficiência produtiva

Em gráficas de embalagens, a automação se manifesta de várias formas, incluindo sistemas de impressão automatizados, corte e vinco robóticos, e linhas de montagem automatizadas. Essas tecnologias reduzem a necessidade de intervenção manual em processos rotineiros e repetitivos. Por exemplo, impressoras automatizadas podem operar de forma contínua, com menos paradas e maior consistência na qualidade de impressão. Isso não só acelera o processo de produção, mas também assegura a uniformidade.

Automação e precisão andam juntas

Com a automação, é possível alcançar um nível de precisão que minimiza desperdícios e melhora a eficiência do material. Sistemas de corte e vinco automatizados, por exemplo, podem ser programados para cortar com precisão milimétrica, reduzindo os erros e maximizando o aproveitamento dos materiais.

Integração de sistemas e gerenciamento de dados

Outra vantagem da automação é a integração de sistemas de gerenciamento de dados, que permite um controle e monitoramento mais eficaz de todo o processo de produção. Esses sistemas podem rastrear o uso de materiais, o progresso das demandas e a eficiência das máquinas, fornecendo dados valiosos que podem ser usados para deixar os processos mais ágeis.

Redução do tempo de inatividade e manutenção preditiva

A automação também atua na redução do tempo de inatividade através da manutenção preditiva. Sensores e software de análise podem prever falhas de equipamento antes que elas ocorram, permitindo que as gráficas realizem manutenções preventivas, em vez de reativas. Isso não apenas prolonga a vida útil das máquinas, mas também garante que a produção não seja interrompida inesperadamente.

Processos mais ágeis no P&D

A adoção de métodos que deixam os processos mais ágeis no desenvolvimento de produtos e embalagens permitem que as empresas respondam rapidamente às mudanças do mercado e às expectativas dos consumidores, mantendo uma vantagem competitiva. Como resultado, as empresas podem otimizar seus processos de P&D, se tornando mais eficientes, inovadoras e alinhadas com as demandas do mercado.

Essa necessidade de rapidez, no entanto, não deve comprometer a qualidade ou a profundidade das pesquisas. Para que tudo ocorra da melhor forma possível, sem comprometer resultados e qualidade, vamos explorar, abaixo, como as empresas podem alcançar maior agilidade nesses processos.

Adoção de metodologias ágeis

Metodologias flexíveis: Implementar metodologias ágeis, como Scrum ou Kanban, permitem ciclos de desenvolvimento mais curtos e revisões frequentes. Utilizar estes métodos garante uma sincronia entre o planejado e o executado, podendo ter previsibilidade exata, mesmo quando o processo passa por ajustes de rota.

Trabalho colaborativo: Promover um ambiente de trabalho colaborativo onde equipes multidisciplinares trabalham juntas pode acelerar o processo de desenvolvimento. O profissional de hoje precisa “entender um pouco de tudo” ao invés de se concentrar em saber “tudo de pouco”. Além disso, ele precisa repassar conhecimento para aqueles que ainda estão em processo de aprendizado.

Ferramentas de pesquisa avançadas

Tecnologia de big data e IA: Utilizar ferramentas de big data e inteligência artificial nos permite analisar grandes volumes de dados rapidamente, identificando tendências e insights valiosos.

Plataformas de pesquisa online: Empregar plataformas de pesquisa online, nos dá suporte para coletar feedback do consumidor de forma rápida e eficiente para resultados quantitativos. 

Prototipagem rápida e testes iterativos

Impressão 3D e prototipagem digital: Utilizar tecnologias como a impressão 3D para criar protótipos rapidamente, permite a realização de testes e ajustes em tempo real.

Testes iterativos: Implementar uma abordagem iterativa de testes com os protótipos desenvolvidos ajuda na melhoria, com base no feedback recebido. Para obter resultados qualitativos, mais concentrados na experiência e consumo, as dinâmicas como focus group e testes reais de prototipação ajudam na validação do produto e da embalagem.

Decisões baseadas em dados

Análise orientada por dados: Tomar decisões de desenvolvimento baseadas em análises de dados, reduz a dependência de suposições e intuições. A coleta recorrente de dados é importante para manter o desenvolvimento atualizado, minimizando a possibilidade de dúvidas e aumentando o índice de acertos na escolha de novos produtos.

Feedback contínuo: Integrar mecanismos de feedback contínuo, garante que o produto esteja alinhado com as necessidades do mercado. Já falamos em nossos artigos que os produtos e embalagens estão cada vez mais seguindo as exigências e opiniões dos consumidores.

Comunicação e gestão eficiente

Comunicação transparente: Manter linhas de comunicação abertas e claras entre todas as partes envolvidas no projeto, facilita a integração entre as equipes e faz com que todos os envolvidos estejam trabalhando sempre na mesma página.

Ferramentas de gestão de projetos: Utilizar softwares de gestão de projetos para monitorar progressos, atribuir tarefas, gerenciar prazos, organizar fluxos de trabalho e melhorar a visibilidade das tarefas que estão sendo executadas, ajuda na performance da equipe e permite uma visão ampla de tudo que está sendo feito.

Flexibilidade e adaptação

Adaptação às mudanças: Estar preparado para adaptar-se rapidamente a novas informações ou mudanças no mercado, ajuda na tomada de decisões e prever tendências que ainda estão sendo estudadas ou que foram recentemente implantadas. 

Cultura de aprendizado contínuo: Encorajar uma cultura de aprendizado e inovação contínua, onde o feedback dos colaboradores é usado para melhorar constantemente os processos. Afinal, nada melhor do que aprendermos com quem está trabalhando no processo.

Tecnologia aliada à documentação de processos regulatórios

A adoção de tecnologia nos processos regulatórios não é apenas uma forma de garantir a conformidade e evitar penalidades. É também um meio de aumentar a eficiência e a transparência das operações empresariais.

A tecnologia oferece às empresas ferramentas poderosas para gerenciar e simplificar os complexos desafios dos processos regulatórios, tornando-as mais ágeis e preparadas para responder às constantes mudanças no ambiente regulatório.

Cada vez mais presente, principalmente na indústria de alimentos, os assuntos regulatórios têm exigido cada vez mais eficiência dos profissionais envolvidos, através de regulamentações constantemente modificadas ou implementadas.

Para estar atento às mudanças e exigências, são adotadas novas ferramentas de análise e armazenamento de documentos e dados, que ajudam nas pesquisas e facilitam a localização de documentos, arquivos, processos, etc.

LinkFlow: inovação para processos mais ágeis na indústria de embalagens

O LinkFlow não é apenas uma ferramenta; é um facilitador de inovação e eficiência. Seu uso nos processos de desenvolvimento de embalagens representa um salto qualitativo para o setor.

Através dele, é possível criar processos personalizados que se adaptam à sua rotina, elencar equipes específicas para cada projeto, integrar setores envolvidos de toda a empresa, tomar decisões com base em informações e dados, gerenciar ciclos de aprovação de artes e muito mais.Interessado em ver como o LinkFlow pode deixar seus processos mais ágeis? Solicite uma demonstração e descubra o poder da tecnologia aplicada à inovação em embalagens.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pin It on Pinterest