Skip to main content

Blog

Novidades e dicas sobre o segmento gráfico para a transformação digital de sua empresa

Gerenciamento de produtos e embalagens para gestores

Gerenciamento de produtos e embalagens para Gestores e Donos de Marcas

O mundo dos negócios é uma constante evolução, onde cada detalhe pode ser o diferencial para o sucesso de uma marca.

No coração dessa dinâmica está o gerenciamento de produtos e embalagens, uma área fundamental para qualquer empresa que deseja se destacar no mercado.

Este artigo é um guia para gestores e donos de marcas que buscam entender e aprimorar o controle dos processos de desenvolvimento de seus produtos e embalagens, apresentando um caminho para a integração e otimização dessas tarefas.

O que é Gerenciamento de Produtos?

O gerenciamento de produtos é o processo de orientação de um produto do conceito à realidade, acompanhando cada fase de seu ciclo de vida. Ele envolve a identificação e a validação da necessidade de um produto no mercado, desenvolvendo o produto para atender a essa necessidade, lançando-o no mercado e monitorando seu desempenho.

Este processo inclui pesquisa de mercado, design e desenvolvimento do produto, marketing, vendas e feedback do cliente.

Quem faz?

O gerenciamento de produtos é realizado por uma equipe multidisciplinar liderada por um gerente de produto. Essa equipe pode incluir profissionais de:

  • Pesquisa e Desenvolvimento (P&D): Responsáveis pelo design e desenvolvimento do produto e embalagem.
  • Marketing: Encarregados de desenvolver e implementar estratégias de mercado para promover o produto, propaganda, publicidade e comunicação.
  • Vendas: Focados em vender o produto para o consumidor final ou para empresas.
  • Produção: Encarregados da fabricação do produto.
  • Qualidade: Garantem que o produto atenda a todos os padrões de qualidade necessários.
  • Assuntos Regulatórios: Asseguram que o produto esteja em conformidade com as leis e regulamentos locais e internacionais.

Como Fazer?

Quando se pensa em colocar um produto no mercado, é preciso levar alguns fatores em consideração. A necessidade que o produto irá contemplar, a abrangência, utilização, etc. Dentre os principais pontos a serem levantados, podemos destacar:

Pesquisa de Mercado:

  • Definição: É o processo de coleta, análise e interpretação de informações sobre o mercado-alvo, concorrentes, clientes e a indústria como um todo.
  • Métodos: Pode incluir pesquisas, entrevistas, grupos focais e análise de dados de vendas existentes.
  • Objetivo: Identificar oportunidades de mercado, entender as necessidades e desejos dos consumidores, e avaliar a demanda por um novo produto.

Cuidados com a Legislação:

  • Definição: Refere-se à necessidade de garantir que todos os aspectos do produto, desde o desenvolvimento até a venda, estejam em conformidade com as leis locais, nacionais e internacionais.
  • Aspectos Importantes: Incluem regulamentos de segurança do produto, padrões ambientais e leis de proteção ao consumidor.
  • Ação: Consulta com especialistas legais para garantir que o produto não infrinja nenhuma lei ou regulamento.

Processos Regulatórios:

  • Definição: São os procedimentos necessários para garantir que o produto atenda aos padrões regulatórios específicos da indústria antes de ser lançado no mercado.
  • Etapas: Pode envolver a obtenção de aprovações e certificações de órgãos reguladores, realização de testes de segurança e eficácia, e a preparação de documentação detalhada sobre o produto.
  • Importância: Cumprir com os processos regulatórios é crucial para evitar multas, atrasos no lançamento do produto ou a necessidade de recall.

Comunicação, marketing e vendas

As estratégias de comunicação, marketing e vendas são necessárias para o sucesso de qualquer produto no mercado. Estas estratégias são projetadas para não apenas apresentar o produto ao mercado-alvo de forma eficaz, mas também para construir uma conexão emocional com os consumidores, incentivando-os a tomar a ação de compra.

Identificação dos canais de marketing mais eficazes

Esta etapa envolve a seleção dos canais de comunicação que são mais prováveis de alcançar o público-alvo. Pode incluir mídias digitais (como redes sociais, e-mail marketing, SEO, marketing de conteúdo), mídia tradicional (como TV, rádio, impressos) e marketing direto.

A seleção depende de vários fatores, incluindo o perfil do público-alvo, o tipo de produto, o orçamento disponível e os objetivos específicos da campanha.

Maximizar o alcance e a eficácia da mensagem de marketing, garante que ela chegue aos consumidores potenciais no momento e local mais propícios.

Gerar demanda e facilitar a compra

As demandas que oferecem maior impacto junto aos consumidores e que incentivam a decisão de compra são voltadas para lançar ofertas especiais, descontos por tempo limitado ou promoções exclusivas. Utilizar promotores para merchandising é uma alternativa interessante para lançar produtos em escala.

Mas não só de demanda se faz uma venda. Garantir que o processo de compra seja o mais simples e intuitivo possível, removendo barreiras que possam confundir ou induzir de forma negativa o consumidor, podem resultar em fracasso no lançamento do produto.

Quando os produtos são novos, as dúvidas e incertezas surgem com facilidade. Oferecer serviços de atendimento e suporte ao cliente antes, durante e após a compra fidelizam e agregam valor à marca e seus produtos.

A Embalagem Como Ferramenta de Marketing

O gerenciamento eficaz de embalagens requer uma abordagem holística que considere todos os aspectos que apresentamos a seguir. Ao fazer isso, as marcas podem maximizar o impacto da embalagem na experiência do consumidor, na percepção da marca e, em última análise, no sucesso do produto no mercado.

Comunicação visual e branding

A embalagem é frequentemente a primeira interação tangível que um consumidor tem com um produto. Por isso, ela deve refletir a identidade da marca, utilizando cores, designs e materiais que comuniquem os valores e a proposta de valor da marca. Isso ajuda a construir reconhecimento e lealdade à marca.

Diferenciação no ponto de venda

Em um mercado competitivo, a embalagem pode ser o fator que diferencia um produto dos seus concorrentes nas prateleiras. Um design inovador ou funcionalidades exclusivas podem capturar a atenção do consumidor e influenciar positivamente a decisão de compra.

Desenvolvimento paralelo de produto e embalagem

Dentro do processo de gerenciamento de produtos e embalagens, é necessário que as duas frentes estejam em sintonia o tempo todo. Desde que tudo esteja sob controle dos gestores, é fácil administrar os dois estágios do projeto sem grandes problemas.

Integração do design com o produto

O processo de design da embalagem deve ser inovador e criativo, buscando soluções que não apenas protejam o produto, mas também comunique sua proposta de valor. Por isso, o design da embalagem deve ser desenvolvido em conjunto com o produto para garantir a sintonia. Isso significa que a funcionalidade, o estilo e os valores comunicados pela embalagem devem complementar e realçar as características do produto.

Processo iterativo

O desenvolvimento da embalagem muitas vezes ocorre em um processo iterativo, com avaliações e ajustes constantes para alinhar as necessidades do produto, as expectativas dos consumidores e os objetivos da marca. Isso mostra que, cada vez mais, as equipes de produto e design precisam estar alinhadas e buscando soluções conjuntas, levando em conta os apelos e desejos dos consumidores.

Testes e Pesquisas

Antes da finalização do design da embalagem, é importante realizar testes com o público-alvo para coletar feedbacks que possam levar a ajustes no design. Inserir o produto no mercado, realizando testes de quantidade, cores ou formatos, pode ajudar a identificar os pontos que mais agradam ou desagradam o consumidor.

Lembre-se que a embalagem oferece inúmeras possibilidades para que o consumidor se sinta atraído por um produto. Seja no olhar, no tato ou no cheiro, o subconsciente é quem irá induzir a compra por impulso.

Tecnologia como aliada

A tecnologia é uma grande aliada no gerenciamento de produtos e embalagens, permitindo uma comunicação clara entre todos os envolvidos no processo. Softwares especializados oferecem uma plataforma integrada para gerenciar todas as etapas do desenvolvimento do produto e da embalagem, desde a concepção até a aprovação final.

5 Razões para usar um software integrado

Com todo esse volume de atividades, trazer a tecnologia para sua empresa facilita e acelera todo o processo. Por isso, separamos alguns benefícios que um software proporciona:

  • Fluxo de trabalho organizado: O uso de um software de gestão permite organizar o fluxo de trabalho, facilitando o acompanhamento de cada etapa do processo.
  • Metodologia própria: A utilização de uma metodologia própria ajuda a padronizar processos, garantindo maior eficiência e qualidade.
  • Equipes integradas: A integração entre as equipes envolvidas no desenvolvimento do produto e da embalagem contribui para o sucesso do projeto.
  • Registro e documentação: Manter um registro detalhado e a documentação de cada etapa do processo ajuda a evitar erros e facilita a identificação de pontos de melhoria.
  • Visão macro das atividades: Ter uma visão macro de todas as atividades permite uma melhor tomada de decisão e otimização dos recursos.

LinkFlow: o Software para gerenciamento de produtos e embalagens

O LinkFlow se destaca como uma solução inovadora para o gerenciamento integrado de marcas, produtos e embalagens. Com módulos dedicados à Gestão de Marcas, Gestão de Fluxos e Gestão de Aprovações, o LinkFlow oferece uma plataforma robusta para gerenciar todo o ciclo de vida do produto e da embalagem, facilitando a comunicação entre as equipes e otimizando os processos de desenvolvimento.

Quer saber mais? Então fale com um de nossos consultores e solicite uma demonstração completa.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pin It on Pinterest